Family

Toda semana eu posto aqui no blog as fotos da semana anterior como uma forma de resumo da minha vida.

Mas esta semana tenho apenas uma foto para mostrar: esta acima da nossa família reunida.

Foi uma semana bem triste.

A semana tinha começado muito bem, estava trabalhando bem, muitas tarefas adiantadas, estava filmando o vlog semanal normalmente… até que a quarta complicou tudo.

Levei a Syrah no parque off leash aqui perto de casa – onde a levo quase todos os dias – e infelizmente um cachorro a atacou.

[instagram-feed]

Foi tudo muito rápido. O cachorro veio diretamente para ataca-la e ela apenas correu. Como havia muitos cães em volta, ela não conseguiu correr livremente e o cachorro a acabou alcançando.

Eu estava bem perto e quando percebi que o cachorro se aproximava com intensão de ataca-la gritei por socorro. O dono não apareceu.

O cachorro se afastou um pouco, mas logo depois atacou novamente.

Consegui tirar a Syrah e só então a dona apareceu para perguntar o que havia acontecido.

Nervosa, eu olhei para a Syrah mas não vi nenhum ferimento. Vi que minha mão tinha sangue e achei que tivesse me machucado quando separei os dois cachorros.

Viemos para casa logo em seguida, muito assustadas (tanto eu como a Syrah). Mas eu estava aliviada porque achei que nada grave tivesse acontecido.

Só quando cheguei em casa lavei minha mão e percebi que eu não estava machucada. Foi então que consegui enxergar um ferimento grande nas costas da Syrah.

Liguei para o Cris e a levamos correndo ao veterinário.

[instagram-feed]

Lá ela teve que ser anestesiada e levou pontos em várias partes do corpo. O veterinário me explicou que o pelo duro do shar-pei dificulta a gente ver as feridas na pele, por isso eu não as enxerguei antes.

Resultado: a Syrah tomou pontos nas costas, na orelha, no olho e no peito. E agora está tomando antibióticos por alguns dias.

Foi tudo muito triste. Uma mistura de culpa tanto por não conseguir impedir o ataque como por não ter visto os ferimentos na hora.

Desde então, tenho voltado ao parque com frequência pois quero encontrar a dona irresponsável do cachorro que a atacou. Quero que ela saiba o estado que a Syrah ficou e entenda sua responsabilidade nisso.

Fico chateada porque eu nunca saio de perto da Syrah, justamente porque entendo que sou responsável pelas ações dela e que devo estar a alguns passos para evitar que ela faça algo errado.

Também fico chateada porque eu gritei por socorro e a dona não apareceu. O cachorro atacou duas vezes e a dona? Não apareceu.

E agora que penso bem, mesmo não tendo visto os ferimentos no meu cachorro, ela não se solidarizou por eu ter supostamente machucado minha mão???

Enfim, tudo isso é passado agora. Estamos focando na plena recuperação da Syrah.

A foto acima foi a única que fiz na semana passada. Foi feita no domingo à tarde em um passeio que fizemos com ela. Acho que ela resume bem nossa última semana: ficamos tristes, mas ainda somos uma família bonita.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *