5 Conselhos para se adaptar em um novo país

Ninguém vai para outro país porque acha que terá uma vida pior no novo lugar escolhido.

Senão a gente ficava onde estava, não é?

Mas e se eu lhe contar que muitos não se adaptam? Que tem gente que fica com uma saudade tão grande de casa que acaba desistindo?

E se eu lhe falar que tem gente que perde uma oportunidade incrível porque simplesmente está mais preocupada com detalhes e não pensa na situação como um todo?

Eu amo viver em Toronto. Aliás, para ser sincera, sou mais feliz aqui do que jamais fui no Brasil.

[instagram-feed]

Mas eu tomo muito cuidado quando demonstro meu amor pela cidade porque sei que eu me adaptei muito bem. E essa não é a realidade de todos.

Tenho medo de ficar repetindo o quanto amo morar aqui e acabarem pensando que é tudo muito fácil.

Não é minha primeira experiência

Look do Dia

Para começar, não é a primeira vez que moro fora do Brasil. Morei por três anos e meio em Buenos Aires, na Argentina.

E muito do que contarei neste post aprendi lá.

Acho importante contar porque quando as pessoas saem dos seus países costumam pesquisar os fatos: como migrar, como conseguir emprego, onde morar, etc.

Mas há verdades que apenas quem passou pela experiência pode lhe contar. E quase nunca contam.

Talvez nem se dêem conta. Talvez um dia simplesmente desistam de suas novas vidas e nem parem para pensar por que não se adaptaram.

Então para que você não cometa o mesmo erro, deixo aqui meus 5 conselhos para você ser mais feliz onde quer que vá.

[instagram-feed]

1. Networking

Light

Na maioria dos casos, recomeçar sua vida em outro país é recomeçar sua vida profissional.

E é recomeçar do zero! Sem experiências locais, sem referências, sem contatos profissionais.

É como chegar sozinho e tarde a uma festa em que já estão todos se divertindo e você não sabe como se enturmar.

Por isso, faça networking.

Frequente eventos de profissionais da sua área, participe de comunidades online, troque cartões com todos os profissionais que conhecer.

E principalmente: ajude os demais. Seja generoso e alguém se lembrará disso no futuro.

Um bom lugar para começar é o site MeetUp, que agrega pessoas em torno de interesses em comum.

Você pode participar de grupos da sua área de atuação e ir aos encontros presenciais. Aproveite para conhecer o máximo de pessoas possível e, principalmente, ser conhecido!

As melhores oportunidades profissionais que você terá em um novo país virão de contatos, não de anúncios de vagas.

Quer estudado no Canadá? Então seu projeto começa aqui.

2. Aproveite todas as oportunidades locais

WINTER IN TORONTO

Eu ainda fico impressionada com as oportunidades que tenho aqui no Canadá e que, infelizmente, o meu país nunca me deu.

E uma dessas oportunidades é o acesso a bibliotecas públicas e centros comunitários.

Lá eu encontro além de livros gratuitos, cursos, atividades de lazer e outros.

Só que o benefício de frequentar esses lugares vai além da superfície: são lugares propícios para conhecer pessoas locais.

Não tem jeito, para viver bem em qualquer lugar do mundo precisamos nos sentir parte da comunidade.

Às vezes nos sentimos diferentes só porque temos backgrounds diferentes. Mas essa percepção pode mudar quando você se sentir acolhido pelos locais.

Quanto mais contato você tem com os locais, menos diferente deles você se sente.

[instagram-feed]

3. Fale a língua local

Toronto Life

Quando digo isso não é para você entender que deve falar perfeitamente a língua local.

Mas você deve perder o medo que lhe bloqueia até de ter diálogos simples.

Pela minha experiência percebo que ninguém fica chateado se você pronuncia algo errado ou erra um verbo aqui e outro ali. Elas se simpatizam com sua situação.

Por isso, get over! Respire fundo e tente se comunicar com calma.

E sabe por que digo isso? Porque se você ficar com medo e evitar se comunicar nunca se sentirá um local.

Ao contrário, você nunca sentirá que aproveita o máximo do lugar e até se sentirá inferior.

Não dá para se sentir imigrante 24 horas por dia. É preciso sentir que estamos em casa.

Quer estudado no Canadá? Então seu projeto começa aqui.

4. Não tenha medo do clima

INVERNO EM TORONTO

A minha experiência nesse tópico é extrema: saí do Brasil para morar no Canadá. Saí de temperaturas que chegam facilmente aos 40ºC para enfrentar -30ºC.

É muito fácil a gente se entregar e achar que não dá para se adaptar.

Mas a verdade é que apenas não estamos acostumados. Imagine viver sua vida toda em um clima e então ter que se acostumar a outro bem diferente. É realmente desafiador.

Só que não dá para ter medo de sair de casa ou ficar reclamando. Evitar sair lhe afasta da oportunidade de viver coisas novas. E pode até levar à depressão.

Eu costumo pensar assim “se os canadenses vivem assim, eu também posso viver”.

E pensar assim da super certo quando tenho que enfrentar um desafio ao qual não estou acostumada.

[instagram-feed]

5. Liberte-se do seu país

INVERNO EM TORONTO

Se eu tivesse que lhe dizer uma frase para você anotar e levar sempre com você, seria essa:

Sair do seu país para morar em outro acreditando que terá uma vida parecida é o primeiro passo para a infelicidade.

E este é o meu conselho mais importante.

Digo isso porque noto muita gente indo morar em outro país sem se convencer que o seu antigo ficou para trás.

Isso é sério.

Você poderia morar em um bairro fechado cercado de compatriotas, falando sua língua, assistindo a TV e ouvindo a música do seu país… você nunca estará verdadeiramente no seu país.

E tentar só lhe trará infelicidade.

É preciso colocar na sua cabeça que sua nova vida é no seu novo país porque senão você nunca estará presente.

Imagine quanto tempo perdido se você só ficar pensando no que está acontecendo bem longe e não enxergar as coisas novas ao seu redor.

Conheço muitos brasileiros que se queixam de algum alimento específico e põem tanta energia em suas reclamações que não prestam atenção em outros que só encontram aqui.

E tem mais. Se a gente pensa muito no passado, tende a romantiza-lo e o resultado é começar a achar que não deveria ter se mudado.

Gosto de pensar na minha vida em ciclos. Cada lugar onde moro corresponde a um ciclo. Cada vez que me mudo é um ciclo que se encerra e outro que começa.

Não dá para viver dividido entre dois lugares.

Quer estudado no Canadá? Então seu projeto começa aqui.

São apenas conselhos

Look do Dia Toronto

Bom, esses são meus conselhos. Você os aceita se quiser.

Eu apenas achei justo contar isso porque sei que poucos falam sobre as dificuldades de adaptação.

E quando a gente se muda tem tanta coisa para resolver que não para por uns 15 minutos para mentalizar o que realmente significa mudar de país.

Pode significar coisas diferentes, é verdade. Ao menos para mim não significa perder nada e sim ganhar muitas coisas.

Como eu disse no início, aqui sou feliz como nunca fui no Brasil. Não sei se porque encontrei o que procurava ou se porque simplesmente me abri para amar a experiência de viver aqui.

Sou privilegiada por poder dizer que amo esta cidade e me sinto abraçada por ela.

[instagram-feed]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *