Sobre

vlog_brasileiro_canada03

Eu sou a Luciana Couto. Sou uma jornalista que adora mostrar o mundo para o mundo. Seja fotografando, filmando, escrevendo, falando… minha paixão é contar histórias.

Há mais de um ano mantenho o desafio de fazer um vlog por dia para não só documentar a minha vida, mas também compartilhar minhas experiências e provar que nenhum dia é igual ao outro.

Atualmente moro em Toronto, no Canadá com meu marido, onde estamos reconstruindo nossa vida e realizando nossos sonhos pouco a pouco.

Seja para inspirar você a também encarar seus dias como oportunidades para algo diferente, seja para mostrar a vida real no Canadá ou contar simples histórias, acredito que meus vlogs podem levar um pouco de entretimento ao seu dia a dia, assim como arrancar um sorriso de vez em quando.

Minha história completa

Nasci no intrior do Rio de Janeiro, mas com 13 anos me mudei com meus pais paraVila Velha, ES. Lá realizei meu sonho de me formar jornalista na Universidade Federal do Espírito Santo e, tão logo recebi meu diploma, me arrisquei pelo mundo indo parar em Buenos Aires, onde morei por mais de três anos.

Dentre todas as coisas incríveis que aprendi em uma cultura diferente, talvez a que mais tenha mudado a minha vida seja o Marketing. Com a oportunidade incrível que tive, acabei conhecendo a disciplina que mudou minha carreira de direção e me possibilitou conquistar tudo o que conquistei profissionalmente.

Voltei da Argentina, trabalhei em algumas agências do Espírito Santo até ter uma grande oportunidade no Rio de Janeiro. Ralei muito, mas também viajei muito. Com a minha obsessão por conhecer lugares diferentes e ter experiências diferentes acabei acumulando muitos carimbos no passaporte e inúmeras histórias para contar. Na mesma época, reencontrei minha paixão pela Fotografia – esquecida desde a época da faculdade – e o resultado são milhares de fotos de mais de 20 países.

Foi quando abracei minha nova carreira e conquistei meu MBA em Marketing pela USP. De fora, a vida parecia incrível, mas lá no fundo eu me sentia presa a uma vida com a qual nunca sonhei. Eram horas dentro de um escritório, convivendo com muita gente boa, e outras nem tanto. Comecei a perceber que eu trabalhava duro onze meses do ano para viver apenas por um. Percebi que não era dona do meu tempo e que minha vida era vista com um commodity. Isso precisava mudar.

Larguei meu trabalho e encarei a loucura mais gratificante da minha vida. Resolvi trabalhar por conta própria e vender meu trabalho a um preço justo e nos meus termos. Ralei mais ainda. Trabalhei uma carga que eu nem mesma sabia que aguentava, mas mesmo no auge do meu cansaço, nunca me senti miserável como antes.

Quando tudo parecia no lugar, veio a oportunidade de nos mudarmos para o Canadá. A dependência de cursar uma faculdade aqui para manter nosso visto me fez encarar a realidade mais cruel da minha vida: eu não conseguiria manter meu trabalho – aquele pelo qual batalhei tanto – e cumprir as obrigações estudantis ao mesmo tempo. Fui vendo meu projeto escorrer das minhas mãos e foi doloroso.

Em julho de 2016 assisti por acaso um vídeo de um tal Casey Neistad que mudou a minha vida. Em alguns minutos ele contou uma história interessante de um dia ordinário e, melhor, no dia seguinte teria outra, depois outras… ele fazia um tal de vlog diário! Naquele momento decidi que isso era tão legal que eu faria o mesmo. Comecei sem saber nada, filmando meu dia, juntando partes no iMovie… até que fui errando pra caramba e aprendendo muitas coisas novas…

Um dia percebi que isso era exatamente o que procurei a minha vida toda: uma forma de exercer minha paixão por contar histórias e, ao mesmo tempo, poder explorar um formato diferente e que pudesse se adaptar à minha realidade.

Hoje faço vlog porque amo fazê-los. E amo fazê-los porque amo contar histórias, amo ser jornalista. Ainda é um desafio diário que vai ficando um pouquinho mais fácil a cada dia, mas que também vai ficando mais fascinante a cada dia.